Aprenda a gourmetizar seus pratos do dia a dia!

-por , em 24/09 -
Aprenda a gourmetizar seus pratos do dia a dia!

Quando pensamos em um prato gourmet, o que imaginamos? Um prato sofisticado da alta cozinha, feito de ingredientes seletos, montado de forma elegante e que combine sabores, cores e texturas que agradam todos os nossos cinco sentidos? Talvez essa seja uma das respostas mas, para muitos, a culinária gourmet é definida como sendo uma “comida bonita e cara”. Proponho então, um desafio a você, meu ilustre leitor, que também pensa assim. Eu o desafio a gourmetizar a comida da sua casa, deixando ela digna de um chef com estrela Michelin!

Antes de por a mão na massa é importante imaginar o que se quer servir. Nesta hora, devemos considerar alguns pontos importantes. São eles: Quem vai comer? Quanto tempo disponho para cozinhar? Tenho todos os ingredientes? Quantas porções devo servir? O que tenho na dispensa para acompanhar? Revisar mentalmente estas questões chave sempre nos ajudará a nos planejar e garantir o melhor resultado possível, então nunca se esqueça delas!

Um outro detalhe a parte a se considerar é o fato de que, tecnicamente falando, um jantar completo geralmente é composto por entrada, prato principal e sobremesa. Em um dia comum, sempre ficará ao seu critério servir ou não a entrada e sobremesa, pois isso varia muito de acordo com os costumes e a cultura da sua casa. Contudo, em datas especias ou quando recebemos uma visita, podemos impressionar ao apresentarmos os três elementos. Este é mais um ponto a se considerar no planejamento e é completamente dependente do tempo que o cozinheiro possui!

Fase teórica completa, podemos seguir adiante e começa a cozinhar!

O sabor e o ponto dos alimentos na hora do preparo são muito importantes para o resultado final! Para carnes, existem cálculos de tempo de cozimento por quantidade que podem ser muito úteis! Você pode encontrá-los na internet e em livros de receitas profissionais. Adapte as informações que encontrar às preferências de paladar de quem vai provar do seu prato, para garantir maior sucesso!

Nos focando no sabor, no que devemos pensar?

1- A qualidade dos ingredientes: Qualquer comida fica melhor se o que usamos para fazê-la for fresco e bem conservado, disso sabemos bem! Só que poucos imaginam que a comida do dia anterior também pode ser tão boa quanto! No primeiro caso, a vantagem está no fato do ingrediente ainda não ter sido mexido. Podemos temperá-lo, cortá-lo e prepará-lo do zero da maneira que melhor nos couber. No caso da comida pronta na geladeira, temos como vantagem o tempo que poupamos se fossemos faze-la naquele momento. Ainda, podemos incorporá-la ou modificá-la para que se encaixe no prato do dia sem grandes dificuldades. Sobrou um pouco de arroz? Esquente-o novamente e faça bolinhas! Sobraram frutas? Transforme-as em geléia ou em creme! Sabe o pão velho? Pode fazer dele crountons e torradas. Batata assadas? Amasse-as… São infinitas ideias e opções. Basta ter criatividade e ousadia!

2- Texturas: Um detalhe importantíssimo na comida gourmet. A textura do que comemos é muito influente ao nosso paladar e apreciação do prato! Brincar com diferentes texturas pode dar um up incrível ou arruinar completamente a sua criação.  Para evitar falhas, faça pequenos testes, provando combinações e recombinações do que deseja juntar. Uma vez, vi na TV, em um episódio de Masterchef, prerarerem um Raviolli de abóbora, que, para ter um diferencial à sua textura tradicionalmente macia e mole, teve como decoração e complemento as sementes da fruta fritas e jogadas por cima, dando crocância. O prato foi muuuito bem aceito! Então fica a dica 😉

3- Aroma: O cheiro do prato denuncia tudo o que se colocou ali, então use isso ao seu favor! Frutas cítricas tem aroma forte e agradável que combina com muitos pratos. Alecrim, Hortelã e outros temperos finos também podem ser uma boa sugestão, além de acrecerem sensação de frescor ao alimento.

Gourmet jantar

Satisfeito com o resultado do que fez? Ótimo! hora de montar seu prato!

Um prato bonito nem sempre será um prato vazio, suficiente pra alimentar um passarinho apenas, mas também jamais será abarrotado tipo prato de pedreiro, então o que fazer para saber qual é a medida certa e que ninguém ficará com fome?

1- Pratos grandes: um truque, se quiser servir porções maiores

2- Organização: O foco do seu prato deve sempre estar em destaque, seja  na forma de organizar ou por estar em maior quantidade. Quanto aos complementos do prato, é interessante também usa-los como decoração. Pode-se fazer um desenho com o molho, usar verduras como “pratinho”, dispondo o alimento em cima da folha, salpicar orégano para dar um detalhe, entre outras ideias… Ainda, devemos lembrar que, nossa paixão brasileira, o arroz e feijão, raramente serão o foco, geralmente sendo servidos como acompanhamento em recipiente separado ou de lado no próprio prato, porém em menor quantidade que no primeiro caso…

Na verdade, quantidade e organização são situações extremamente dependentes do que se prepara e do feeling do cozinheiro, ou seja, do que ele enxerga como bonito ou exagero, que deve ser terminantemente evitado, por sinal. Por via das dúvidas, o google sempre pode ser uma fonte de inspiração, e pedir opinião também pode ser muito bom! Mas, já que estamos falando de paixões brasileiras… Como você organizaria o tradicional jantar “arroz, feijão, carne e batata”?

No meu caso, eu imagino um prato retangular onde pegaria um potinho redondo para usar como bas, posicionando-o no centro de ponta cabeça. Arrumaria o arroz em volta, como um meio círculo estreito, parecendo uma lua, para então remover o meu guia dalí. No espaço vazio ao lado da “meia-lua”, é onde minha peça de carne iria, em fatias seladas e cozidas. Perpendicular ao arroz, mas ainda apoiado nele, ficariam algumas batatas, poucas, para complementar.

E sabe o mais legal de se inventar aparências para pratos? Jantares que se repetem facilmente, como esse que acabei de comentar, dificilmente ficarão chatos, pois podemos sempre tentar novas organizações e adições para ele e surpreender quem come!

Então decidimos o que fazer, nos inspiramos, cozinhamos e montamos. acabou? Em teoria sim, mas é sempre bom lembrar destas dicas quando for cozinhar, para não ter erro!

1- Nunca use folhas murchas se for decorar seu prato com verdura

2- Tome muito cuidado com os elementos que usa no seu jantar, as vezes, um ingrediente que solta líquido facilmente pode destruir algo sequinho que vá do seu lado.

3- Comece a testar inovações em pratos que domina, pois já saberá o sabor esperado, diminuindo a chance de erro e tornando-o mais interessante

4- tome muito cuidado com os molhos que disponibiliza ao servir o prato. Eles devem complementar, realçar o sabor do que se serve, nunca roubar completamente.

5- Não polua visualmente seu prato. Decorações simples e minimalistas as vezes podem ser a chave do sucesso

6- não deixe seu prato água com açúcar. Cores embelezam qualquer serviço, dadas as condições adequadas

7- Não se esqueça de usar a bebida mais conveniente para a ocasião, considerando que deve acompanhar bem o prato que se serve.

8- Se os convidados são de repetir o prato, não se sinta acanhado de dispor os alimentos na mesa também. Mas neste caso, evite servi-los nas panelas velhas de guerra. Também sirva-os de forma delicada e bem elaborada, para que complementem a mesa, ou seja, em travessas ou bandejas simples e bonitas e bem organizados. Não é necessário decora-los, neste caso. Só a primeira porção já servida no prato de cada um basta.

Gourmet sobremesa

Então, depois de todas essas dicas, é hora de por a mão na massa e encher barriguinhas com sua própria comida gourmet caseira! Só não se esqueça de voltar aqui para mostrar o seu resultado, seja por comentário ou foto! Tem alguma dica de receita ou de preparo de pratos? Compartilhe com a gente! Estarei esperando ok?

Até lá, beijinhos e até a próxima!

Larissa Fogo
por

Larissa Fogo

Otaku e gamer assumida, é uma garota que ama o Japão e tudo referente ao assunto. Joga FPS e lê romances e aventuras. Também é uma futura química (não, não peçam para "cozinhar", porque se bobear, inventa um jeito de queimar até a água). Idolatra a Lara Croft. É uma nerd de todo coração!

Recomendamos para você