O Quartel foi salvo do ardiloso Dujas, mas não sem que sacrifícios fossem feitos e terríveis perdas tenham sido contabilizadas… Após a tempestade, realmente vem a calmaria?

De jeito nenhum! Manes e seus guerreiros ainda encontram-se em perigo e sob uma pressão desumana. Sentindo que a comunidade encontra-se fragilizada e que seria hora de tentar unir o Ctesifonte a outras grandes colônias de sobreviventes para aumentar suas expectativas para o futuro, o ousado líder monta um pequeno (e improvável) grupo de batedores que seguiriam com ele para aventurarem-se novamente longe da segurança dos muros do Quartel.
O destino: a famosa “Catedral” – talvez a maior comunidade de sobreviventes pós-apocalipse desta face do globo. O objetivo: apresentar ao líder do local um ambicioso plano de união entre comunidades para a formação de uma força de ataque numerosa o suficiente para juntos limparem um setor inteiro da cidade dos temidos zumbis, assim recuperando as residências para moradia.

Img1

O plano parece tão bom quanto insano, já que Manes parece estar desconsiderando que o líder da Catedral – o psicopata conhecido como “Bispo” – representa muito mais um perigo que esperança de uma aliança.

Mas os problemas não param por ai: com a partida de Manes, o Quartel fica desprotegido. Neste exato momento algo de inesperado acontece e acaba exigindo do experiente Cortez e da bela Zenóbia (a dupla deixada por Mani nas rédeas do Ctesifonte) que também deixem o Quartel – agora absolutamente desfalcado de alguns dos seus melhores guardiões. Alvo perfeito para um novo ataque sangrento – desta vez realizado por um bando de rufiões liderados por um perigoso homem, sedento por conquistas e motivado pela luxúria…

Esta é a premissa inicial de “Apocalipse Zumbi 2 – Inferno na Terra”, o segundo livro da já estipulada trilogia criada pelo brasileiro Alexandre Callari. Como já dito anteriormente (na resenha do primeiro livro), Callari é considerado um pioneiro na literatura de terror/horror brasileira uma vez que foi o primeiro a apostar tão alto em uma história baseada em mortos-vivos.
Porém, diferente do primeiro capítulo, este segundo livro promete (e cumpre) uma narrativa muito mais agressiva, violenta, suja e visceral. Desta forma o autor tem como objetivo mostrar-nos os cantos mais negros da alma humana, aqueles que só descobrimos existir em situações extremas – tais como o fim do mundo, a extinção definitiva da sociedade e das leis que a regem.

Img2

Prepare-se para cenas terríveis, descritas com riqueza de detalhes. Momentos aflitivos, desesperadores e desoladores que trarão até você toda a angústia e sofrimento vividos pelos personagens. Torturas serão realizadas, mortes acontecerão, decisões erradas serão tomadas e você vai acompanhar tudo isso como um mero expectador, incapaz de salvar algum personagem que lhe é caro de destinos tão enegrecidos quanto o viscoso sangue dos contaminados…

Mais uma vez, a aventura vem acompanhada de um CD de áudio, já uma tradição da série. O diferencial deste disco é que temos nele realmente uma história e não somente música ambiente – ele teria sido gravado por um artista que, mesmo após o fim de tudo e a precariedade de seus recursos disponíveis, resolveu criar um álbum musical nos moldes do “primeiro CD pós-apocalipse”… Álbum o qual tem sua última faixa abruptamente interrompida no momento em que o pobre músico finalmente viu seu pequeno estúdio improvisado ter sua segurança esfacelada pela turba de mortos que fatalmente o invade!

Tensão, emoção e agonia – espere por estes sentimentos em doses generosas na obra “Apocalipse Zumbi 2 – Inferno na Terra” – o segundo capítulo da trilogia de Alexandre Callari lançado pelo selo Generale. Imperdível para os fãs do bom terror e, principalmente, dos terríveis mortos-vivos!

Img3

Não se esqueça também de conferir como foi o lançamento do livro em São Paulo, em um evento-palestra especial do Zumbicast com o autor (aproveite para conferir também o book-trailler feito especialmente para o lançamento) . Ouça ainda ao nosso Podcast de Número 14 em que Alexandre Callari conta aos Zumbicasters Zotto Vaz e Fabio Zonatto mais sobre o segundo livro.

Por fim, atenção cariocas: dia 08 de setembro próximo, o Zumbicast e a Generale apresentarão o lançamento do livro “Inferno na Terra” na Bienal do Livro Rio no estande da Comix – e ainda com a presença do próprio Callari! Não deixe de comparecer!

Compartilhe: