Compliquei minha vida no domingo: deitei para descansar um pouquinho as 17h e nunca mais acordei, kkkk. Por isso, perdi Game of Thrones na HBO e tive que ver ontem a noite, atrasando o review e todo o resto da minha vida! Porque, como diria eu mesma desde sempre: como se começa uma semana sem assistir Game of Thones? Agora que já abri meu coração, vamos ao episódio! Se você ainda não nos segue nas redes sociais, clique nos links ao lado: Facebook, Twitter, Instagram e Snapchat! Se inscreva também em nosso canal do Youtube: CoxinhaNerd. A gente se fala em todos os canais disponíveis 🙂

Vamos começar por onde todo mundo estava se coçando para assistir: a saga de Arya e sua vontade de ser um “homem sem rosto”. Calma Arya, minha querida, você será, mas vamos nos desprender um pouquinho dessa raiva e vida loka que você teve até o momento? Ok, obrigada! A pequena revoltada ex-Stark está começando a entender o que é viver em um mundo sem sobrenomes, sem família, sem alguém para defender e vingar. Sei que a maioria das pessoas não conhece a história de Arya, como está nos livros, por isso nem vou entrar no mérito, mas, a cada segundo, a cada cena, a cada mudança na personagem, dá um frio na barriga incalculável! 🙂 Ansiosa para o desenrolar da temporada!

Varys e Tyrion Lannister

Antes de falar da viagem de Varys e Tyrion para encontrar a rainha máxima Daenerys, precisamos comentar que esse seriado (leia-se esse livro também) nada seria sem nosso querido e pequenino Lannister, não acha? Agora seguiremos o caminho para o palácio da mãe dos dragões, ansiosos e apaixonados, como todos que encontramos pelo caminho. Daenerys deixou um rastro de paixão por onde passou, profetizas, prostitutas, mulheres da vida ou não, todas querem ser, sentir e falar um pouquinho sobre a última dos Targaryen e tem como não fazer parte disso? Tyrion nem a encontrou ainda e já a considera pacas 🙂 Imagine quando vir seus três filhos apaixonados (sqn) também?

Preciso reclamar de uma coisa: Está acontecendo tanta coisa, com tantos personagens diferentes, um em cada polo de Westeros, que as cenas estão durando pouquinhos minutos, não suficientes para acalmar nosso coração que anseia por GOT durante uma semana. Como faz HBO, como faz? Simples! Um episódio de três horas por semana, que tal? #tabrabo

Margaery e Cersei Lannister

Margaery sempre diva e rainha linda, mais preparada e esperta do que Cersei jamais sonhou ser. Essa mulher está abalando as estruturas de King’s Landing, sambando na cara de toda a sociedade dos sete reinos e deixando um rei depois do outro, caído por ela. Tem como não ter o selo de poderosa? Nunca, em cinco temporada e alguns anos de Game of Thrones, vi a cara de Cersei tão tão destruída quanto nesse episódio – pausa para eu te contar como sou boba: fiquei com pena. Sim, eu sei, a mulher não presta, ela quer poder e, consequentemente, destruir todo mundo, maltratou os Starks todos, mas poxa, fiquei com pena ué. De qualquer forma, a história de Cersei também carece muito da nossa atenção, por isso, continuem ligados, vem coisa boa por aí!

Mindinho e Sansa

Vamos falar do casal de amigos e peguetes mais esquisitos do mundo? Sansa caiu nas garras de Mindinho que, claro, não perderia uma pequena oportunidade de comercializá-la com o melhor preço da praça. O apaixonado homem, está levando Sansa para Winterfell – UÓÓÓT? Isso aí. Como se tudo já não estivesse ruim o suficiente, ele está -levando Sansa para se casar com o Ramsay louco Bolton – também conhecido como Simon de Misfits. 🙂 Nada dá muito certo para Sansa, ela está destinada a se casar com um homem louco, desde sempre né? Mas, pelo menos, ela está no Norte, em sua casa, na sua Winterfell – já pode sambar na cara de todos os outros Starks que tentaram voltar! Só isso também, porque, de resto, ela está tão ferrada quanto todos os outros. 🙂

Jon Snow

Jon Snow continua mostrando que tem honra como seu pai (será que é pai mesmo?)! Depois de ser escolhido lorde comandante da Muralha, ele tem mostrado que, cada vez mais, manterá, ao seu lado, homens de honra, de decisão e, preferencialmente, com culhões, mas, destinados ao lado correto e não à revolta, como era antes. Está bonito ver o personagem amadurecer tanto, ainda mais com Daenerys enloquecendo lá do outro lado da história. Meus preferidos sofrerão bastante nessa temporada, pelo que estou vendo! 🙂

E você? O que achou desse episódio da quinta temporada de Game of Thrones? Me conte aqui embaixo! Beijos e até a próxima semana!