Se tratando de adaptações de livros para o cinema, o universo de filmes românticos tem seus queridinhos como Nicholas Sparks, porém esse ano estreou Como eu era antes de você da  bestseller Jojo Moyes. Assisti esse filme em um cinema lotado onde as pessoas riam e ao mesmo tempo choravam a cada momento. Depois da experiência que tive com adaptação não podeira deixar de falar sobre o filme.

Uma curiosidade sobre Jojo Moyes, é que ela é um dos poucos autores que ganharam o The Romantic Novelists’ Association’s Romantic Novel of the Year Award duas vezes; a primeira vez em 2004 com o livro Foreign Fruit e em 2011 com The last letter from your love.

Emilia Clarke que é mais conhecida como a mãe dos dragões, interpreta Louisa “Lou” Clark, uma moça trabalhadora  que é de uma tipica família britânica turbulenta. Lou desempregada acaba encontrando um trabalho, cuja a unica função é cuidar de tetraplégico, Will Traynor. Will é um financista de Londres incrivelmente bonito, que ficou tetraplégico devido a um acidente e isso determinou seu novo estilo de vida. O que começa como trabalho eventualmente, se transforma em uma conexão apaixonante entre os dois.

O filme é repleto de armadilhas sentimentais, principalmente porque Clark foi conseguiu captar a essência da personagem a fazendo irresistível. Louisa, uma menina de cidade pequena protegida com uma grande personalidade, muito poucas ambições mas cheia de preocupações profundas sobre o bem-estar econômico de sua família. Mas o principal da sua personagem é arma secreta única: Um conjunto de sobrancelhas que combinam perfeitamente com suas roupas um tanto divertidas.

Se você não leu o livro, não se preocupe pois o filme tem aquele habitual clichê  de um filme do gênero, como dois protagonistas opostos. Porém  o filme não omite algo previsível, mantendo-se assim fiel ao livro. Como eu era antes de você traz uma proposta diferente, ele foca sobre suas escolhas e como elas podem afetar a vida das pessoas próximas a você.

Vale a pena assistir? Sim! Mas talvez você não vá gostar da sinceridade que é exposta no filme desde do inicio.

LEIA TAMBÉM:

DON’T BLINK: UM FILME QUE ME DEU NOS NERVOS (DE TÃO RUIM)!

O QUE ENTRA NO CATÁLOGO DA NETFLIX EM JULHO?

OS 5 MELHORES LONGAS DE ANIMAÇÃO NA NETFLIX!

O QUE ACHAMOS DE JULIETA DE PEDRO ALMODÓVAR!

Compartilhe: