A Amazon anunciou os nomes que formam o júri especial da 5ª edição do Prêmio Kindle de Literatura, que premia obras de ficção inéditas autopublicadas pela ferramenta Kindle Direct Publishing. Serão três jurados especiais: Adriana Carranca, jornalista e escritora premiada, finalista do Prêmio Jabuti e vencedora do Prêmio da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil pela obra Malala, a menina que queria ir para a escola; João Anzanello Carrascoza, contista e romancista, vencedor dos prêmios Jabuti e APCA, entre outros, e autor dos romances Aos 7 e aos 40 e Caderno de um ausente; e Vanessa Ferrari, escritora, editora, mestre em crítica textual pela USP e professora dos cursos de formação de escritores do Instituto Vera Cruz.

Nesta edição, foram inscritas mais de 2.400 obras inéditas publicadas por autores independentes, um crescimento de mais de 30% em relação ao número de inscritos do ano passado.

Os jurados avaliarão os cinco finalistas selecionados em diversos critérios como criatividade, originalidade, qualidade de escrita e viabilidade comercial, escolhendo o título vencedor que receberá R$40 mil, metade em um prêmio em dinheiro dado pela Amazon.com.br e outros R$20 mil como adiantamento por um contrato de publicação para a versão impressa pelo Grupo Editorial Record. O livro vencedor receberá ainda uma edição especial pela TAG Experiências Literárias. Todos os livros dos finalistas receberão versão em audiobook, que estará disponível no Audible para milhões de membros em mais de 180 países em todo o mundo, e receberão um destaque nas comunicações da Amazon.com.br para os clientes.

O KDP é uma forma rápida, gratuita e simples de escritores e editoras publicarem seus livros por conta própria e disponibilizá-los para leitores ao redor do mundo.