Desde que a Marvel anunciou que a S.H.I.E.L.D, que deu o ar de sua graça em alguns filmes dos super-heróis e os “uniu” em “Os Vingadores” teria sua série própria, uma grande expectativa vem se formando para a estreia, que aconteceu em setembro – no Brasil, está sendo exibida pela Sony. Não por menos, já que a saga da organização na busca de soluções de casos não classificados é a primeira série para TV da gigante dos quadrinhos e já há um tempo, do cinema também e agora com Agents of S.H.I.E.L.D, quer seu lugar ao sol na televisão.

Elenco

Tudo começa com a aparição de Phil Coulson (Clark Gregg), que “morreu” na Batalha de NY em Os Vingadores e forma uma nova equipe para solucionar casos não classificados. “Morreu” porque na verdade, sua morte foi forjada por Nick Fury (Samuel L. Jackson) e após um período se recompondo no Taiti, ele volta para as novas missões. A nova equipe da S.H.I.E.L.D é formada por agentes de diferentes perfis e que já me deixaram com pulga atrás da orelha em algumas questões. São eles:

Phil Coulson (Clark Gregg): o homem comum no meio dos super-heróis, Coulson (ou A.C. como é chamado carinhosamente pela Skye), morreu vítima de um golpe do doido do Loki em Os Vingadores, vocês lembram, claro. Mas ele não morreu porque Nick Fury forjou sua morte e ele reapareceu para formar uma nova equipe. Diz que passou uns dias no Taiti (um lugar mágico, como ele define) mas parece que não foi bem isso. Seu apreço pelas coisas antigas como objetos e a Lola, o Corvette vermelho cheio de estilo e potência fica mais evidente assim como sua audácia para tomar certas decisões – aceitar uma hacker da Maré Crescente (organização que tem como objetivo revelar informações confidenciais dos super-heróis) como membro da S.H.I.E.L.D é uma delas.

O que teremos que descobrir: o que aconteceu no “post-mortem” de Coulson, afinal?

Phil Coulson

Melinda May (Ming-Na Wen): piloto experiente que conduz o avião da S.H.I.E.L.D., é conhecida como a “A Cavalaria” por seus grandes feitos no passado na organização e seu domínio nas artes marciais. Estranhamente nos últimos anos se limitou ao burocrático trabalho administrativo e agora volta aos poucos ao trabalho de campo. Não, o rosto dela não é estranho: ela era a Dra. Jing-Mei Chen de E.R.

O que teremos que descobrir: por que ela que é piloto e dá altas surras nos marmanjos como já deu pra ver em cinco episódios resolveu passar os últimos tempos fazendo serviço administrativo e não gosta muito de ser chamada de “A Cavalaria”? Sabemos que são traumas do passado, mas o que seria? Também tem um instinto de proteger Coulson, provavelmente devido à sua “viagem” ao Taiti.

Melinda May

Grant Ward (Brett Dalton): altamente competente, treinado e emocionalmente controlado. Um agente perfeito – ele mesmo acredita nisso – mas não é humilde, tampouco um homem de muitos amigos e palavras. Não é exatamente um expert em relações interpessoais e é cobrado por isso. Se torna uma espécie de supervisor da novata Skye e aos poucos vai criando um vínculo de amizade com ela.

O que teremos que descobrir: ainda não vi nada que possa ser muito misterioso no Ward. A dúvida maior que eu tinha era se ele estava começando a se encantar pela Skye, que já foi respondida no episódio 5.

Grant Ward

Leo Fitz (Iain de Caestecker) e Jemma Simmons (Elizabeth Henstridge): eu tentei apresentá-los individualmente mas depois de assistir os primeiros episódios, percebi que é impossível. Os brilhantes agentes – ele, engenheiro especializado em armamentos e ela, bioquímica – simplesmente não se desgrudam, pelo jeito desde a época da faculdade segundo uma menção no terceiro episódio e tem uma afinidade extraordinária, tanto que são chamados por todos como “Fitz-Simmons” (assim mesmo, como se fossem uma pessoa só como às vezes realmente parece). Mas não são um casal, ou pelo menos não parecem ser. Fitz tem algumas dificuldades sociais (mais pela timidez do que pela arrogância como no caso do nosso amiguinho Ward) e é um nerd alucinado e fofíssimo. Jemma não chega a ter tanta dificuldade para se relacionar com os colegas, mas é tão nerd e apaixonada pela ciência quanto o parceiro. Os dois morrem de medo de ir pro trabalho de campo por total inexperiência.

O que teremos que descobrir: não parece que exista uma friendzone ali entre os dois, a princípio os dois são amigos mesmo. Não quero ver lado romântico na série, mas os dois falando apaixonadamente sobre ciência, elementos, descobertas e nerdices é a coisa mais bonitinha do mundo.

Fitz-Simmons

Skye (Chloe Bennet): a novata do grupo, civil que é recrutada pela S.H.I.E.L.D por suas habilidades cibernéticas – sim, ela é hacker. E pior, hacker da Maré Crescente, organização com milhares de hackers espalhados pelo mundo que tem como objetivo expor as informações confidenciais da S.H.I.E.L.D e dos super-heróis. Skye leva um voto de confiança de Coulson e começa a trabalhar com a organização, mesmo não sendo exatamente o que ela queria. É misteriosa, inteligente e  apesar das desconfianças, ajuda a organização a resolver alguns enigmas com sua experiência.

O que teremos que descobrir: basicamente tudo! A começar pelo nome verdadeiro dela e o que ela procura – algo que é mencionado várias vezes nos primeiros episódios. A princípio Skye é de confiança, mas ainda precisamos de mais episódios e situações de risco pra saber qual é a dela mesmo.

Skye

Basicamente, Agents of S.H.I.E.L.D tem a cara da Marvel: histórias com muita ação, efeitos especiais (nada que se compare a Os Vingadores ou qualquer Homem de Ferro, o que é compreensível pois não temos os reais super-heróis na série) e várias perguntas sem respostas. Achei que a temática vai muito além de encontrar novos heróis; na verdade tem alguns elementos de Arquivo  X no que envolve os casos “bizarros” que eles chamam de “casos sem classificação”. Mas é possível perceber muito das raízes da Marvel: catástrofes, pessoas salvando o mundo, conspirações inimigas. No geral é uma boa empreitada, mas pra quem está esperando que Tony Stark, Thor e amiguinhos apareçam eventualmente, vamos com calma aí: até agora não há o menor sinal de que isso vá acontecer – os únicos personagens do filme que apareceram rapidamente – com exceção de Coulson claro –  foram a agente Maria Hill (Cobie Smulders ou a Robin de How I Met Your Mother) e o épico Nick Fury (o não menos épico Samuel L. Jackson)

Nesta semana ainda volto com um resumão dos cinco episódios exibidos até o momento e o review do sexto, que vai ao ar no Brasil na quinta-feira, dia 31/10.

POST ORIGINALMENTE ESCRITO PELA COLABORADORA THAIS CRUVINEL.