Dizem que, quem ama, ama debaixo d’água, no meio do mato, na rua, em todos os lugares. Mas será que quem ama, ama até mesmo no raio-x? Pois isso é o que os estudantes da Musashino University (Japão), Ayako Kanda e Mayuka Hayashi, acreditaram ao criar suas obras de arte utilizando apenas um tomógrafo e uma máquina de raio-x.

Eles queriam mostrar a natureza infinita do corpo humano e, para isso, criaram as obras de arte dos casais abraçados em um momento de raio-x. Claro que a ideia já foi reconhecida e eles ganharam o Prêmio de Designer Mitsubishi Chemical Júnior pela ideia fantástica. Os dois amigos usaram um scanner CT e uma máquina de Raio-x para fotografar quatro casais em abraços íntimos e conseguiram um resultado que vai além do amor e da fofura.

casais raio x

Os estudantes disseram que as imagens de raio-x geralmente mostram a natureza finita dos nossos corpos compostos apenas de matéria, mas os retratos desses casais revelam um ângulo que não é normalmente visto. Os artistas não queriam debruçar sobre o sentimento dos retratos mais tradicionais.

Muitas fotografias centradas em casais mostram dois amantes se olhando, se tocando… Enfim, imediatamente captamos algum sentimento. Mas neste trabalho aqui nasceu para demonstrar a posição dos corpos, a forma como eles, naturalmente se completam. Os artistas disseram ainda que suas obras conseguem ser, ao mesmo tempo, familiares e estranhas, porque retiram todas as características individuais dos casais acerca da mecânica do corpo humano.

obras

Daily Mail

Compartilhe: