Na última semana postei um texto com o tema Porque o 3D decepciona tanto? e nele cheguei a fazer alguns comentários sobre a paixão de James Cameron pelo bom uso da tecnologia para favorecer a indústria do cinema 3D. Cameron não concorda com a venda de filmes “transformados em 3D” através de programas de computador como se realmente tivessem a tecnologia 3D incorporadas em sua produção.
Esta semana, Cameron voltou às notícias graças à sua nova obsessão tecnológica, a captura de imagens a 60 quadros por segundo. O máximo utilizado atualmente nos cinemas são 24 quadros projetados no espaço de um segundo (24 fps), exceto pelos games, por exemplo, que utilizam até mesmo 60 fps (eliminando borrões de movimento). Peter Jackson, por exemplo, diretor de O Hobbit, está utilizando a tecnologia de 48 fps, mas esta não é suficiente para Cameron.
“Eu insisto nessa caminho pois acredito que mais quadros significam um 3D melhor. E se basta uma atualização de software nos projetores digitais para rodá-los, a discussão nem é entre 48 ou 60 fps – façamos os dois! Não muda nada para o projecionista, não é necessário mudar as lâmpadas ou as lentes. Deixemos os aparelhos prontos para os dois formatos e que a decisão entre um e outro fique com o cineasta.
Se os exibidores adotarem os dois formatos, gravarei Avatar 2 e 3 com 60 fps. Se eles não adotarem, eu terei que analisar muito cuidadosamente os prós e os contras entre 60 e 48. Os custos não estão nas câmeras, nem nos projetores. Eu poderia gravar um filme agora em 60 fps se ele fosse todo em live action – e o efeito seria espetacular. O nosso problema no momento é o custo da pós-produção quando o filme envolve efeitos especiais – especialmente a etapa de renderização” diz Cameron.
 
Renderização — Etapa da produção em que imagens gravadas ou criadas em 3D (tratadas em baixa resolução durante a edição para viabilizar o trabalho em tempo real) recebem o refinamento de curvas, texturas e efeitos finais. O processo é lento e dependente do poder de processamento das máquinas em que está sendo realizado.
Cameron inicia a produção de Avatar 2 e 3 no final deste ano. A parte 2 da história estréia em dezembro de 2014 e a parte 3 estréia em dezembro de 2015.