É pessoas, todos nós sabemos que as séries estão em sua maioria em hiato (e nessa maioria, se encontram todas as séries que eu assisto), então o que eu faço?! Leio! (Como se eu não lesse enquanto as séries não estão em hiato também!) Mas, já que ando lendo algumas coisas interessantes, por que não falar dos livros para vocês? Então vim falar hoje de um livro um pouco mais light do que o da minha última indicação, vamos dizer assim, mas não é por conta disso que ele deixa de ser menos interessante… Já ouviram falar do livro “Lista de Brett”? Não?! Então venham conhecer!!!

A história de Brett

Bom, vou tentar não desvendar muita coisa do enredo, afinal, ninguém gosta de spoilers, né? Mas, o que eu posso dizer é que o livro se trata de uma moça, Brett, que aparentemente tinha a vida dos sonhos. Um bom emprego na área de publicidade na empresa de sua mãe, um namorado lindo e bem sucedido, um ótimo apartamento e uma família linda e maravilhosa… Muito bom, não é?! Até o dia em que sua mãe morre. Elizabeth Bohlinger, dona de uma grande empresa no ramo de cosméticos, uma mulher impressionante, é o que nos transparece pelas linhas do livro, toma uma decisão inesperada com relação ao futuro da filha, algo que nem a própria Brett imaginaria.

Depois da infeliz morte da mãe, Brett se viu na obrigação de ir ao escritório do Dr. Midar para a leitura do testamento, as palavras pronunciadas pelo doutor não foram, nem de longe, as esperadas. Brett não ficara com a presidência da empresa de sua mãe, e, ainda por cima, ela teria que cumprir uma lista que a própria fizera quando adolescente, no tempo de 1 ano, para conseguir ter acesso à herança que sua mãe lhe reservara. Alguns desejos de sua lista parecem praticamente impossíveis de ser realizados, porque, é claro, o que se queria aos 14, não tem lá muito a ver com que se quer com 34 anos, não?! Mas, ela teria que cumprir… E o Dr. Midar ficaria de prontidão para checar tudo, de perto.

Minhas impressões

 Se eu falar para vocês que eu gostei do livro para vocês, eu estaria mentindo, porque eu adorei. Só para vocês terem ideia, li em exatas 24 horas, com algumas breves pausas, e fiquei a noite inteira sem conseguir desgrudar do livro, só fui dormir às 6 da manhã, porque eu sabia que ficaria muito cansada se não tirasse uma soneca… 364 páginas viciantes, impossíveis de se largar, pelo menos pra mim. Eu sei que, pelo meu breve resumo da história, parece mais um romancezinho clichê, mas acreditem pessoas, não é. A autora, Lori Nelson Spielman, conseguiu conduzir muito bem a história, colocando elementos de humor, mistério e superação de sua personagem principal que se encontrava com os sentimentos endurecidos, pela vivência, coisa que todos encaramos.

Eu acredito que, o que faz com que o livro nos prenda tanto é o redescobrimento de Brett, e assim, a reflexão que ele nos proporciona, porque afinal, nos faz pensar sobre a nossa própria realidade e personalidade, como Brett se ver obrigada a fazer, e assim, se enfrenta e se aceita do jeito que é, resgatando o que fora perdido, pura e simplesmente pelo fato de que existem muitas coisas que todos deixam para por comodidade, medo, ou qualquer sentimento semelhante que faz com que “abafemos” nossos sonhos e nosso verdadeiro eu, para enfrentar e se adequar ao dia-a-dia no nosso mundo, que, admitamos, não é muito fácil de lidar.

Enfim, é um romance, que ao meu ver, é um pouco à la Amelie Poulain (podem ver a resenha do filme aqui) e que, mesmo sendo só um romance, faz com que  reflitamos sobre a vida e sobre nós mesmo, ou seja: ALTAMENTE RECOMENDADO. Espero que vocês se interessem e realmente procurem para ler este livro que, até a capa é encantadora (se vocês repararem, as flores das árvores são os objetivos de Brett) e de uma escrita muito bem feita e envolvente. Talvez, Lori poderia ter se aprofundado um pouco mais em seus personagens secundários, mas mesmo assim, o livro não deixa de ter uma ótima qualidade e espero que vocês confiram, e sim, venham falar para a gente o que vocês acharam! 😉 Até a próxima, galerinha e espero que vocês curtam a leitura!

Compartilhe: