Desde que a Netflix começou a exibir Better Call Saul, os fãs de Breaking Bad foram surpreendidos por uma produção de extrema qualidade. Muitos duvidaram que o spin-off daria certo e que Saul Goodman conseguiria honrar o que a produção original conseguiu criar. São histórias diferentes, mas o esforço dedicado ao seriado, o roteiro bem desenvolvido e seus personagens,tornaram Better Call Saul uma série premiada. Criada como uma série prequel de Breaking Bad, o seriado mostra os primeiro passos de Jimmy McGill antes de se tornar o advogado Saul Goodman.

Reunimos então os cinco principais motivos pelos quais você precisa começar a assistir Better Call Saul, atualmente com sua 5ª e penúltima temporada na Netflix. 

1. A HISTÓRIA

O criador da série é Vince Gilligan, o mesmo criador de Breaking Bad, o que já da ao público uma dica do que esperar por aí. Inúmeras são as referências a série original aí e Gilligan conseguiu atribuir a nova produção a mesma característica da anterior. Ele traz um roteiro muito bem desenvolvido e sem pressa, tudo acontece no seu tempo e no momento que tem que acontecer. Os detalhes conectam uma cena na outra, não deixando o público perdido e nem entediado.  

2. SAUL GOODMAN

A série não carrega o nome dele atoa! O personagem de Bob Odenkirk é um show a parte, dando forma ao roteiro e ao que está acontecendo em tela. Boa parte do conteúdo gira em torno dele e entendê-lo é fundamental para compreender o objetivo de Better Call Saul. Além de ser o advogado Saul Goodman, ele é James McGill, o Slippin Jimmy. Ao mesmo tempo que consegue ser sério e responsável, é um personagem carismático e engraçado, disposto a qualquer coisa para conseguir aquilo que quer. A série também nos mostra o lado humano de Goodman, muito além do advogado corrupto que é. Conhecemos sua história e como ele foi prejudicado pelo irmão bem sucedido.

3. OS PERSONAGENS 

Nada melhor para um fã de um spin-off do que ver referências da série original na produção derivada. Além das menções a conteúdos introduzidos em Breaking Bad, a trama de Better Call Saul conta com diversos personagens de Breaking Bad. Temos os Salamanca, representados na série de forma mais profunda do que conhecíamos. Descobrimos, por exemplo, como Mike e Gus Fring começaram a trabalhar juntos e chegaram até Saul.

E eles não são os únicos. A série também nos mostra Hank e Steven, Leonel e Marco Salamanca.

4. NÃO PRECISA VER BREAKING BAD ANTES 

Embora Better Call Saul seja derivada de BB, não há uma relação de dependência aqui. Obviamente que ter assistido a série original irá te trazer toda a emoção de ter perguntas respondidas e personagens reconhecidos, mas estamos diante de uma produção que caminha com as próprias pernas.  São universos semelhantes, mas ao mesmo tempo bem diferentes. 

5. O ESTILO

A forma escolhida por Vince para desenvolver sua nova produção é um dos maiores chamarizes de Breaking Bad. Os episódios geralmente começam com informações a princípio supérfluas e aleatórias, como o cair de um sorvete na calçada, mas que irão desenrolar toda uma trama até chegar ao ponto principal. É incrível como tudo se encaixa e faz sentido ao final de cada episódio. 

Better Call Saul está disponível na Netflix.