2020 por si só já está sendo um terror para a indústria do entretenimento, mas nem por isso deixaram de ser lançados alguns filmes do gênero dignos de atenção para os fãs de muito sangue ou daquele bom terror psicológico.

Alguns ainda nem chegaram no Brasil, outros foram lançados por meio de VOD, ou em streamings… Mas seja qual for a forma de distribuição trouxemos aqui os cinco melhores filmes de terror lançados em 2020 de acordo com o Rotten Tomatoes. Confira abaixo:

1 – Host (100% de aprovação)
Disponível no streaming Schudder*
Seis amigos contratam um médium para fazer uma sessão espírita com o Zoom durante o bloqueio, mas conseguem muito mais do que desejam, pois as coisas dão errado rapidamente. Quando um espírito maligno começa a invadir suas casas, eles começam a perceber que podem não sobreviver à noite.

2 – Extra Ordinary (98% de aprovação)
Indisponível no Brasil*
Rose, uma doce instrutora de direção de uma cidade pequena, é dotada de habilidades sobrenaturais, “Os Talentos”, o que significa que ela pode falar com o mundo espiritual. Rose tem uma relação de amor e ódio com suas habilidades, depois de ver o que eles fizeram com seu pai, Vincent, e tenta ignorar os constantes e mesquinhos pedidos espirituais dos habitantes locais – latas de lixo mal-assombradas, tratores, bicicletas infantis, frigideiras etc., etc. No entanto, quando sua ajuda é solicitada por Sarah, uma adolescente cujo pai, Martin, está sendo perseguido por sua falecida esposa irritante, ela fica muito tentada … Martin parece um homem muito bom! Enquanto isso, em um grande castelo fora da cidade, Christian Winter, um rockstar destruído, tem um plano sinistro de vender sua alma por um sucesso renovado. Ele precisa sacrificar uma virgem e lançar um feitiço em Sarah, deixando-a em um estado catatônico levitante. Martin, perplexo, pede a Rose para ajudá-lo a salvar sua filha. Martin e Rose tentam quebrar o feitiço, que requer o rápido exorcismo de muitos fantasmas antes que o feitiço seja concluído e Sarah seja arrastada para o inferno. Apesar das situações estranhas em que se encontram – semáforos mal-assombrados; possuem batedores de ovo elétricos – eles descobrem que funcionam muito bem juntos. Há também um senso de atração crescente entre os dois, mas nenhum dos dois tem confiança para agir de acordo. Christian, ciente de seu plano para frustrá-lo, encontra uma maneira de bloquear os talentos de Rose. Rose e Martin devem agora trabalhar juntos para salvar a garota, impedir que um buraco do inferno se abra, frustrar o plano maligno de Christian, dar à luz um bebê, salvar uma pega moribunda, livrar-se de Martin.

3 – Impetigore (94% de aprovação)
Indisponível no Brasil*
Perempuan Tanah Jahanam conta a história de uma mulher que retorna à sua aldeia natal, apenas para descobrir que a aldeia inteira está procurando por ela, pensando que ela é responsável por uma maldição.

4 – O Homem Invisível (91% de aprovação)
Disponível no Apple tv+
Presa em um relacionamento violento e controlador com um cientista rico e brilhante, Cecilia Kass (Moss) foge na calada da noite e desaparece se escondendo, ajudada por sua irmã (Harriet Dyer, The InBetween da NBC), sua amiga de infância (Aldis Hodge, Straight Outta Compton) e sua filha adolescente (Storm Reid, Euphoria da HBO). Mas quando o ex abusivo de Cecilia (Oliver Jackson-Cohen, do Netflix, The Haunting of Hill House) comete suicídio e deixa para ela uma generosa porção de sua vasta fortuna, Cecilia suspeita que sua morte foi uma farsa. Enquanto uma série de sinistras coincidências se tornam letais, ameaçando a vida daqueles que ela ama, a sanidade de Cecilia começa a se desfazer enquanto ela tenta desesperadamente provar que está sendo caçada por alguém que ninguém pode ver.

5 – Relíquia (91% de aprovação)
Disponível no Apple tv+
Quando Edna, a idosa e viúva matriarca da família, desaparece, sua filha Kay e sua neta Sam viajam para a casa de sua família remota para encontrá-la. Logo após seu retorno, eles começam a descobrir uma presença sinistra assombrando a casa e assumindo o controle de Edna.

*Não disponível no dia da publicação desse post (16 de setembro de 2020).