É quase que unanimidade entre os fãs da série original da Netflix, 13 Reasons Why, que a terceira temporada foi para um caminho, bem diferente dos dois primeiros anos. A série, tem um discurso necessário, que aborda temas como agressão sexual, homofobia, violência armada, entre outros.

As duas primeira temporadas, vimos as consequências do suicídio de Hannah Baker e as fitas que foram distribuídas a todas as pessoas que, de alguma forma, contribuíram para que ela chegasse aos extremos.

O terceiro ano do show, introduziu uma nova narradora, e expandiu o universo do show. No entanto, tal narrativa não teve sucesso, conquistando somente 12% de aprovação da crítica no Rotten Tomatoes.

Mas o que deu errado? Qual caminho, que realmente incomodou os fãs?

Listamos aqui, quatro pontos onde a terceira temporada de 13 Reasons why pode ter errado:

BRYCE
As duas primeiras temporadas deixou claro a índole de Bryce, e de quão monstruoso como ser humano ele se mostrava ser. Obviamente uma pessoa pode sim se redimir, mas claramente, algumas atitudes não tinha como… Ele violentou e agrediu sexualmente várias mulheres.

Por mais que ele tenha recebido sua penalidade, ela não foi ao nível de seus crimes, tendo cumprido somente três meses de serviço comunitário, Bryce NUNCA se mostrou com remorso por suas ações, o que causou ainda mais indignação, quando terceiro ano quis pintar o personagem como propício a redenção, inserindo flashbacks onde o personagem se mostrava simpático e amável…

Não houve reconhecimento da cultura do estupro, patriarcado ou misoginia que contribuiu para seus atos em todos os episódios anteriores.

NOVA NARRADORA
A entrada de Ani Achola causa estranhamento quase que instantâneo, não só pelo fato dela se tornar amiga de todos ali com um piscar de olhos, como pelo fato dela conhecer toda a história desde o início como uma exímia entendedora do caos. Além de obviamente virar par romântico de Clay.

Sua adição, serviu somente como uma espécie de fio condutor de enredo, movimentando a ordem que parecia estabelecida, e totalmente sem sentido.

CLAY PROBLEMÁTICO
Na terceira temporada, Clay se tornou uma pessoa ainda mais problemática do que antes, sendo que ele foi retratado como uma pessoa que parece querer salvar tudo e todos a todo o tempo, a fim de receber reconhecimento por isso, e se recusa a realmente estar lá pelas pessoas com quem se preocupa.

Vale lembrar que o personagem está realmente abalado Psicologicamente e precisaram 3 temporadas para ele se dar conta disso, e ao que tudo indica, finalmente no quarto ano, ele irá se tratar nesse âmbito.

QUANTIDADE DE EPISÓDIOS
A quantidade de episódios, tornou a narrativa da temporada arrastada e com a necessidade de inserir uma série de elementos, principalmente a introdução da nova personagem.

Para você, o que tornou a temporada inferior que as duas primeiras?

Na temporada final da série, a Classe Sênior da Liberty High School se prepara para a graduação. Mas antes de se despedirem, eles terão que manter um segredo perigoso enterrado e enfrentar escolhas de partir o coração que podem alterar suas vidas para sempre.

Lembramos que 13 Reasons Why é uma série destinada a maiores de 18 anos. Por conter assuntos complicados e intensos da vida real, é orientado que se procure ajuda em caso de gatilhos mentais. Procure organizações especializadas como SaferNetCVV e Instituto Vita Alere, se precisar de ajuda. Sua vida vale muito, lembre disso! No Youtube, você encontra conteúdos explicativos dos atores da série com alertas sobre os temas: BullyingDepressãoEntendendo consensoAbuso de drogas e álcoolViolência armada e Falando com o seu filho adolescente.

A temporada final de 13 Reason Why chega dia 5 de junho na Netflix.

VEJA MAIS SOBRE SÉRIES